Cientistas do CERN conseguem armazenar antimatéria

Átomos de anti-hidrogênio foram capturados durante 170 milissegundos. Experimento foi realizado no Centro Europeu de Pesquisas Nucleares

No final de 2010, cientistas do experimento Alpha, desenvolvido pelo Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern, na sigla em inglês), conseguiram capturar pela primeira vez 38 átomos de anti-hidrogênio, a antimatéria equivalente ao hidrogênio convencional. O material foi armazenado por apenas 170 milissegundos – aproximadamente um sexto de segundo.

Agora os físicos do Cern desenvolveram uma armadilha magnética para “segurar” a antimatéria por um tempo ínfimo, mas suficiente para que os especialistas pudessem estudá-la. O objetivo é saber se as antipartículas são suscetíveis às mesmas forças eletromagnéticas que influenciam partículas comuns como prótons e elétrons.

A antimatéria é um dos principais mistérios da ciência. É idêntica à matéria comum, mas as partículas que a compõem têm cargas elétricas opostas. Como exemplo, a antipartícula equivalente ao elétron é o pósitron, que tem carga positiva.

O anti-hidrogênio é formado por um antipróton, com carga negativa, e um pósitron. Já havia sido criado artificialmente em 1995 no Cern, porém os estudiosos nunca conseguiram deter os átomos por muito tempo. Ao entrarem em contato com a matéria comum, acabam gerando radiação ou se transformando em outras partículas.

Técnicas de criação de anti-hidrogênio – outra foi desenvolvida em outro experimento do Cern chamado Asacusa – servem aos cientistas para testar o que é previsto pelo modelo padrão de partículas elementares.

Garrafa magnética para armazenar antimatéria

Hoje, em menos de um ano do experimento original, os cientistas já conseguem armazenar a antimatéria por até “1000” segundos (16 minutos), com o recipiente chamado “garrafa de antimatéria”.

Fonte: Nature

Um comentário sobre “Cientistas do CERN conseguem armazenar antimatéria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s