A Beleza dos Diagramas – Episódios 1 a 3 (BBC-2010)

Sinopse: Prisma de Newton – Newton utilizou um prisma para desvendar os segredos da luz. E as perguntas que surgiram na época, foram essencialmente: O que é a luz? O que é a cor?

Partindo da curiosidade, e com base em questionamentos profundos, Newton foi criativo em sua investigação, chegando a utilizar o próprio corpo neste desafio, inserindo um instrumento para dentro do seu olho para então perceber que a manipulação do globo ocular afetava sua percepção da luz.

Para Newton a luz era a chave da visualização da natureza, e sua genialidade consistia em olhar a realidade pelo prisma da matemática, e da geometria, que estavam por trás do diagrama que ele desenhou.

Florence Nightingale

Com sua representação de dados na forma de um diagrama conseguiu mudar a atitude do sistema médico britânico frente ao problema das mortes por infecção hospitalar.

A enfermeira Florence lutou para que houvesse um maior interesse político e médico com os soldados que sofriam devido às constantes mortes por infecção após batalhas, entre elas a Guerra da Criméia. E foi com a representação em um gráfico, de uma forma visualmente impactante que a enfermeira conseguiu demonstrar que os cuidados com a higiene poderiam sim minimizar as mortes por infecção.

O design inteligente do diagrama forçou o sistema político britânico a reconhecer que as práticas médicas com os militares não estavam adequadas, resultando em mortes que poderiam ser facilmente evitadas. Decifrando números obscuros em algo visual, que não poderia mais ser ignorado.

O Homem Vitruviano e DNA

Sinopse: O Homem Vitruviano – Um diagrama que une arte e ciência, uma homenagem do mestre Leonardo da Vinci à perfeição do corpo humano.

O apresentador e matemático Marcus du Sautoy mostra como o Homem Vitruviano guarda várias camadas de informações, desde as mais óbvias, até as mais complexas, que revelam a obsessão de Leonardo da Vinci pela simetria, algo que aparece em diversos momentos de suas brilhantes criações. O que pode ser visto em uma das afirmações de Leonardo: “O homem é o modelo do mundo”. Embora o diagrama não represente nenhuma grande descoberta científica, ele representa o amálgama matemática que perpassa o conhecimento humano, unindo arquitetura, anatomia e geometria.

DNA

Marcus du Sautoy entra na história do mais famoso diagrama na biologia, a dupla hélice do DNA. Desenhado por Odile Crick, então esposa do pesquisador Francis Crick, que decifrou a estrutura em conjunto com James Watson, o diagrama foi publicado pela primeira vez em um curto artigo da revista científica Nature, em 1953. Inicialmente o artigo não recebeu muita atenção, a primavera em que foi publicado estava cheia de acontecimentos importantes e relevantes, que acabaram por deixar o artigo em uma espera pela sua glória.

O apresentador da série mostra como a simplicidade e genialidade da estrutura do DNA está presente na arte e na cultura humana, e mesmo sem compreender toda sua importância, usa a curiosa forma em objetos que vão desde frascos para perfume até um divertido brinquedo de borracha para cachorros.

Copérnico e a Placa da Pionner

Sinopse: Copérnico – O diagrama de Nicolau Copérnico, no qual o Sol estava no centro do Sistema Solar, é uma representação que repaginou nosso entendimento da natureza do Universo, e nossa percepção de onde nos encontramos nele.

Atualmente com quase 500 anos de história, o diagrama demorou a ser publicado por Copérnico, que temia a polêmica, principalmente a proveniente dos religiosos da época. Mas mesmo em termos científicos a sua ideia representava uma revolução e não seria prontamente aceita.

A inspiração de Copérnico partiu de seu desejo primordial de tornar as coisas mais simples, e utilizou a matemática para tentar dar sustentação para o que desejava representar. Mas somente após Newton publicar suas ideias, 100 anos mais tarde, é que tudo começou a tomar uma nova direção.

Placa da Pioneer

Como representar o que existe de mais valioso e importante na Terra? O que incluir e o que deixar de fora? Como fazer isto de uma forma que alguém inteligente, e até um alienígena possa entender?

Marcus du Sautoy mostra como foi difícil para os idealizadores do projeto, Carl Sagan e Frank Drake, escolherem o conteúdo e modo de representar a humanidade e sua localização no espaço em uma pequena placa de alumínio revestida com ouro.
O resultado foi a famosa “Placa da Pionner” que contém esquema simplificado do Sistema Solar e da sua posição no Universo, e duas polêmicas figuras humanas.

Fonte: ReVCieN – Revolução Científica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s