SpaceX lança com sucesso a primeira Nave tripulada Crew Dragon Demo-2 no Complexo de Lançamento 39A na Flórida

Assista à gravação do lançamento. Créditos SciNews.

Depois de desistir do lançamento na quarta-feira, 27 de maio, a SpaceX lançou com sucesso o foguete Falcon 9 da segunda missão de demonstração (Demo-2) da Crew Dragon (Launch Demo-2) no Complexo de Lançamento 39A (LC-39A) no Centro Espacial Kennedy da NASA, na Flórida. Este voo de teste com os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley a bordo da espaçonave Dragon retornará voos espaciais humanos aos Estados Unidos.

Créditos: NASA Bob Behnken e Doug Hurley

A decolagem aconteceu em 30/05/2020 às 16h22 no horário de Brasília e, de acordo com o planejamento, a cápsula deve atracar na (ISS) International Space Station (Estação Espacial Internacional), amanhã, domingo 31/05/2020.

A Dragon Demo-2 é o principal teste final do sistema de voo espacial humano da SpaceX a ser certificado pela NASA para missões de tripulação operacional de e para a ISS (Estação Espacial Internacional). A SpaceX está retornando voos espaciais humanos aos Estados Unidos com um dos sistemas mais seguros e avançados já construídos, e o Programa de Tripulação Comercial da NASA é um ponto de virada para o futuro da América na exploração espacial, que estabelece as bases para futuras missões na Lua, Marte e além.

Captura do momento em que o Falcon 9 aterrissou. Créditos: SpaceX.

O primeiro estágio do foguete Falcon 9, retornou para a terra em segurança e pousou na plataforma marítima de nome: Of Course I Still Love You” (“É claro que ainda te amo”), posicionada em alto mar em local estratégico para facilitar o pouso do primeiro estágio. A recuperação dos primeiros estágios de foguetes – técnica dominada pela SpaceX -, traz uma economia da ordem de 35 milhões de dólares, custo estimado do primeiro estágio do foguete Falcon 9, que possui 9 motores Merlin fixados embaixo, cada motor custa em média 2 milhões de dólares.

Foguete Falcon 9 com a nave Dragon Demo-2 acoplada. Créditos: Wikipédia.

Segue animação completa de como será a missão.

Créditos: SpaceX, Wikipédia

Blue Origin recupera pela segunda vez seu foguete lançador

A recuperação dos módulos lançadores parece ser uma tendência com o segundo lançamento e recuperação bem-sucedidos do foguete New Shepard da Blue Origin (empresa de Jeff Bezos – Amazon), ocorrido no dia 22/01/2016. Outra empresa concorrente a SpaceX de Elon Musk (Tesla Mortors), também realizou o feito em 21/12/2015 com seu foguete Falcon 9.

Ao recuperar os foguetes que se transformavam em lixo espacial, ou caíam no mar, diminui o custo do lançamento e aumenta a segurança e vida útil dos componentes como: motores, aerodinâmica, design e melhora a tecnologia emprega em sua construção.

Fonte: Blue Origin

SpaceX coloca 11 satélites com apenas um voo orbital

A empresa privada de exploração espacial SpaceX fez história no dia 21 de dezembro ao conseguir realizar a proeza de colocar com apenas um voo orbital, 11 satélites e ainda recuperar o primeiro estágio do foguete Falcon 9, fazendo o pouso desse caro componente minutos após a decolagem em Cabo Canaveral na Flórida. Os módulos restantes seguiram até a órbita da terra, liberando posteriormente os satélites.

Simulação do retorno dos lançadores

Fontes:

Wikipédia

SpaceToday

ApaceX