Arquivo da categoria: Telecomunicação

Tecnologias em comunicação.

Samsung lança super rápidos cartões de memória Micro SD UFS 256 GB

Samsung UFS 256GB

Fonte: Samsung (divulgação)

A Samsung acaba de lançar os novos cartões Micro SD UFS (Universal Flash Storage), “Armazenamento Universal em Flash”, com capacidades de 32, 64, 128 GB. Esses cartões são compatíveis com os novos Smartphones Galaxy S7, S7 Edge e Note 6(7?), também serão compatíveis com com Tablets e as principais câmeras APSC de vários fabricantes. O modelo de 256 GB será compatível a princípio com o Galaxy Note 6(7?), mas ainda não é compatível com modelos anteriores. Os chips são feitos com tecnologia proprietária Samsung 3D V-NAND e um controlador ultra-pequeno.

Smartphones e outros dispositivos compatíveis com o padrão UFS ganham um poder de armazenamento até 10 vezes mais rápido, podendo transferir vídeos de 5GB Full HD em 12 segundos, disse a empresa. Aos poucos os chips NAND Flash, principalmente os EMMC, que ainda utilizam memórias lentas LPDDR3, serão substituídos pelas rápidas memórias LPDDR4 e padrão de armazenamento em UFS.

Samsung Galaxy S7

Fonte: Samsung (divulgação)

Vários produtos lançados no segundo semestre/2016 serão compatíveis com esse novo padrão que aumenta a capacidade e velocidade de acesso aos dados de: Smartphones, Tablets, Câmeras digitais e principalmente dispositivos de realidade virtual e realidade aumentada.

A fabricante Samsung é um membro ativo do JEDEC na definição do padrão UFS 2.0 desde setembro de 2013 e também cartões UFS 1.0 desde março 2016.

Créditos: Zdnet
Créditos: Samsung

Estamos vivendo numa era de inovação digital disruptiva

disruption-technologiesTecnologia disruptiva ou inovação disruptiva é um termo descrevendo a inovação tecnológica que utiliza uma estratégia “disruptiva” – para derrubar uma tecnologia ou prática existente e dominante no contexto onde estas se encontram. Disrupção é uma ruptura que surge como uma onda e cresce ao ponto de afetar dramaticamente qualquer produto ou serviço que poderá ser superado ou substituído por essa tendência.

A internet é o ambiente cuja inovação disruptiva tem sua origem

Com o aumento da velocidade dos links (conexões) de dados que chegam aos dispositivos conectados: sejam TVs digitais, Smartphones, Tablets, relógios inteligentes e aparelhos com internet embutida – os chamados IOTs (Internet of things – internet das coisas). As práticas (usos), os produtos e os serviços ofertados podem ser explorados livremente e independente de qualquer controle que antes era imposto por governos ou empresas que já atuavam nesse meio.

Exemplos de tecnologias disruptivas

Serviços

Buscador Google: busca com eficiência as informações submetidas.

Blogs: sistemas em formato de sites que possibilitam a publicação ou divulgação de informações; são gratuitos e já superam os principais sistemas de jornalismo e revistas digitais.

Redes Sociais: Facebook, Google+, Flicker, Instagran, Pinterest, etc.

Netflix: domina o streaming (fluxo contínuo de vídeo), oferece um serviço cujo preço é esmagador perto de outros canais digitais equivalentes como as TVs a cabo. No Brasil o preço da assinatura custa hoje R$ 19,90 mensal.

WhatsApp: chat em tempo real para tablets e smartphones.

Uber: é um produto e ao mesmo tempo um serviço de carona (acessado por meio de um aplicativo), cujos usuários chamam um carro particular para leva-los onde desejarem, tendo qualidade e em algumas praças, oferecem preços mais baixos do que os de taxis comuns encontrados nas principais cidades.

AirBnb: serviço de aluguel de hotéis que negocia o hotel ou pousada diretamente com o usuário por meio de um aplicativo.

Spotify: aplicativo que oferece milhões de músicas gratuitas, com a possibilidade de fazer coletâneas e compartilhar livremente nas redes sociais.

Wikipédia: um projeto de enciclopédia coletiva universal e multilíngue estabelecido na Internet sob o princípio wiki. A Wikipédia tem como objetivo fornecer um conteúdo reutilizável livre, objetivo e verificável​​, que todos possam editar e melhorar.

Ebooks: livros digitais que poder ser baixados livremente, tendo opções gratuitas e pagas.

Coursera: cursos gratuitos online para formação profissional e universitária, utilizam o método Curso Online Aberto e Massivo, do inglês Massive Open Online Course (MOOC), é um tipo de curso aberto ofertado por meio de ambientes virtuais de aprendizagem, ferramentas da Web 2.0 ou redes sociais que visam oferecer para um grande número de alunos a oportunidade de ampliar seus conhecimentos num processo de co-produção.

Produtos

Tesla Motors: carros elétricos e baterias residenciais ligadas a painéis solares.

Google e seus robôs e carros autônomos.

Apple com uma enorme variedade de produtos agregados.

Drones civis e militares que executam as mais diversas funções. Ex: robôs autônomos da Amazon para movimentar produtos em seus armazéns.

Intel e a IoT (Internet of Things – internet das coisas). Pretende conectar todo tipo de objetos como: óculos, copos, cafeteiras, camisetas, etc., na internet.

As tecnologias disruptivas vieram para ficar e os maiores beneficiários são os usuários que têm à sua disposição incontáveis opções de escolha com toda a liberdade que somente a internet pode oferecer.

Alguns exemplos de produtos que estarão em uso até 2020.

Amazon warehouse robots (Robôs no armazém da Amazon)

Humanoid Robots in Action (Robôs humanoides em ação) DARPA

Carros autônomos do Google

Korea Humanoid Robot (Robô humanoide da Coreia)

Fonte: TI Especialistas

Fonte: Wikipedia 

Fonte: Tec Hoje 

ZMOT – Conquistando o Momento Zero da Verdade

ZMOT

Clique para ler o livro diretamente – PDF. (Divulgação).

Este é um importante E-book (livro digital) que trata como o Marketing influencia nossas decisões de compra nos diversos segmentos sociais e nas várias fases de nossas vidas, principalmente no momento presente da sociedade da hipercomunicação.

ZMOT – Zero Moment of Truth (momento zero da verdade). O momento zero da verdade influencia quais marcas entram na lista de compras, onde os compradores preferem comprar e com quem podem compartilhar os resultados. Cabe a nós entrar nessa conversa neste novo momento em que as decisões são tomadas e fornecer as informações pelas quais os compradores estão ávidos de todas as maneiras.

Alguns assuntos tratados no livro

  • A jornada da decisão de compra mudou. O ZMOT é um novo acréscimo vital ao processo clássico de três etapas de estímulo, prateleira e experiência.
  • O que foi uma vez uma mensagem agora é uma conversa. Os compradores hoje encontram e compartilham suas próprias informações sobre produtos de sua própria maneira, em seu próprio tempo.
  • O boca a boca está mais forte do que nunca. Pela primeira vez na história da humanidade, o boca a boca é um meio arquivado digitalmente.
  • Nenhum MOT (moment of Truth – momento da verdade), é pequeno demais. Se os consumidores pesquisarão na Internet desde casas até assistência médica, eles também o farão com band-aids (curativos) e canetas esferográficas.
  • Os MOTs estão se encontrando. Nossos dispositivos móveis são máquinas de MOT.
    Conforme o uso de smartphones (dispositivos de comunicação inteligentes) cresce, os momentos zero, primeiro e segundo da verdade estão convergindo.

Créditos: Google

Samsung lança Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge

Galaxy S6 e S6 Edge

No evento MWC 2015 realizado hoje em Barcelona na Espanha, a Samsung anunciou seus novos Smartphones principais que devem chegar ao mercado no início de abril deste ano, inclusive no Brasil. Como pode ser visto nas especificações abaixo, o grande destaque está para os recursos: 3 GB memória DDR4, câmera traseira com 16 mpixels e frontal com 5 mpixels HDR, Chipset octacore Exynos 7420, CPU 64 bits, tela QHD com vidro Gorilla Glass 4, leitor de digitais e diversos sensores. O sistema operacional é o Android Lollipop 5.0.2 adaptado para uma nova interface Touch Wiss UX da Samsung. O corpo do aparelho é de metal.

Especificações técnicas do Galaxy S6 e Galaxy S6 edge

  • Sistema operacional: Android 5.0.2 (Lollipop) com TouchWiz UX
  • Tela: Super AMOLED de 5,1 polegadas (versão “edge” com laterais curvas) com Gorilla Glass 4
  • Resolução da tela: 2560×1440 pixels (QHD)
  • Densidade de pixels: 577 ppi
  • Chipset: Exynos 7420
  • CPU: Cortex-A53 quad-core de 1,5 GHz + Cortex-A57 de 2,1 (64 bits)
  • GPU: Mali-T760
  • Memória RAM: 3 GB DDR4
  • Armazenamento interno: 32 GB, 64 GB ou 128 GB (sem suporte a cartão micro SD) – tecnologia UFS 2.0
  • Câmera traseira: 16 megapixels (com sistema de estabilização óptica de imagem)
  • Câmera frontal: 5 megapixels
  • Bateria: 2.550 mAh (S6) e 2.600 mAh (S6 edge) – não removível
  • Conectividade: WiFi 802.11 a/b/g/n/ac, Wi-Fi Direct, Bluetooth 4.1, NFC, IR Remote, 3G e 4G
  • Sensores: acelerômetro, luminosidade, giroscópio, proximidade, compasso, barômetro e leitor de digitais
  • Dimensões: 143,4 x 70,5 x 6,8 mm (S6) e 142,1 x 70,1 x 7,0 mm (S6 edge)
  • Peso: 138 gramas (S6) e 132 gramas (S6 edge)

Fonte: Tecmundo

Samsung Galaxy S4 será fácil de consertar

Testes realizados com o Galaxy S4 – o novo topo de linha da Samsung – mostraram que ele também é melhor em outro quesito: praticidade e baixo custo de reparo. A equipe do site “Techno Buffalo” desmontou o smartphone Android e comprovou que o aparelho é bem simples e barato de consertar do que a geração anterior.

Uma “fonte confiável” do site conseguiu acesso a uma unidade do S4 antes de ele começar a ser comercializado, no próximo dia 26. A equipe, então, resolveu “desmontar” o aparelho para ver como ele é por dentro. O primeiro passo, claro, foi retirar a parte de trás da capa para acessar os slots de cartão microSD, chip de operadora, bateria de 2600mAH e também a câmera de 13 megapixels.

Samsung Galaxy S4. (Divulgação)

Samsung Galaxy S4. (Divulgação)

Depois, retirando nove parafusos, o frame foi removido, separando a parte traseira da frontal do aparelho. É preciso um pouco de força nesta parte, comprovando a resistência do S4. No vídeo gravado pelo “Techno Buffalo”, é possível ver o conector microUSB, a antena de conexão e os circuitos do aparelho, onde o módulo da câmera e algumas outras conexões ficam visíveis.

No último passo, é removida a última camada de proteção para revelar a memória RAM de 2 GB e o processador quad-core Qualcomm Snapdragon, que é o chipset da variação norte-americana do S4 – ao contrário do modelo internacional, que possui o Exynos 5 Octa. Todo o processo é feito de forma bem rápida.

No geral, a fonte do Techno Buffalo destacou que o S4 é incrivelmente fácil de consertar, mais do que o S3. Segundo a equipe, diversos componentes podem ser substituídos de maneira muito prática, como os slots de cartão de memória e chip, a porta microUSB, o módulo da câmera e muito mais. O único problema foi a tela, com Gorilla Glass, bem mais resistente e, por isso, mais caro do que a de seus “irmãos” S3 e Note II.

Créditos: Tecmundo

Créditos: Technobuffalo

A Samsung apresentou o Galaxy S IV – O mais avançado smartphone do momento

Samsung Galaxy S IV é lançado.

Samsung Galaxy S IV é lançado.

Na noite de quinta-feira 14/03 a Samsung apresentou oficialmente o Smartphone Galaxy SIV, com avançados recursos de hardware, tais como: tela com 4.99 polegadas e resolução Full HD, acompanhada um processador de oito núcleos Exynos 5 Octa, 2 GB de memória RAM, 16/32/64 GB de armazenamento interno, que pode crescer com o uso de um cartão microSD. O gadget tem 7,9 milímetros de espessura e 130 gramas – é quase o mesmo peso do iPhone 5. O design lembra muito o Galaxy S III, mas com as bordas mais finas, o que evidencia que a tela aumentou, sem aumentar o tamanho físico do aparelho.

Nas conexões, o smartphone é capaz de conectar em redes 3G e 4G LTE de todo o planeta, ou seja, ele funcionará com o nosso 4G brasileiro.

A tela, recebeu um recurso chamado de Adapt Display. E muda o brilho, saturação e cor da tela, de acordo com o local onde você está e o conteúdo que está assistindo. Seja ele um vídeo, uma página da internet, ou um game.

A câmera tem 13 megapixels na parte traseira e 2 megapixels na frente. Uma das novidades é a possibilidade de gravar clipes de áudio de até 9 segundos nas fotos, Além disso, ela conta com o Story Album, que monta automaticamente alguns álbuns para suas fotos, baseando-se na localização delas e nas pessoas contidas. Tambem virá com um recurso chamado Drama Shot, que registra até 100 fotos em 4 segundos, permitindo que o usuário escolha a melhor de todas, além do Eraser, que pode apagar uma pessoa intrometida da foto.

A bateria cresceu, de 2.100mAh para 2.600mAh, com a empresa prometendo um dia inteiro de uso. Esse aumento é devido ao grande número de recursos que ficam ligados o tempo todo, sem diminuir o tempo de carga.

Há também outras novidades, como o S Health, que monitora seu condicionamento e monta algumas listas de atividades. O S Voice Drive, que permite o motorista comandar quase que todo o smartphone, apenas com a voz. Dual Video Call, que liga as duas câmeras para mostrar você e o que você quer mostrar durante uma chamada de vídeo.

Outro recurso importante é o S Translator, bastante semelhante ao Google Tradutor, só que com verbetes que podem ser utilizados mesmo quando o aparelho está sem conexão de dados. Ele ouve o que foi falado e responde em alto e bom som.

Resumo de recursos do aparelho

1. Tela de 5 polegadas full HD
2. Android 4.2.2 Jelly Bean
3. Smart Scroll e Smart Pause
4. Câmera principal de 13 megapixels, frontal de 2 megapixels
5. As duas câmeras podem ser usadas simultaneamente para filmar ou fazer videochamadas
6. Compartilhamento de música pelo recurso Group Play
7. Tradutor com suporte a português do Brasil
8. Além dos sensores habituais, tem barômetro, termômetro e higrômetro
9. Recurso de segurança Knox, para empresas.
10. 130 gramas, 7,9 milímetros de espessura.

Evolução dos modelos Galaxy

Evolução do Galaxy S ao Galaxy S IV (divulgação).

Evolução do Galaxy S ao Galaxy S IV (divulgação).

Preço que será praticado no Brasil

A data de chegada do Galaxy S4 no Brasil e seu preço foram divulgados por um executivo da Samsung ao TechTudo. O smartphone, apresentado na noite desta quinta-feira (14), chegará dia 26 de abril ao Brasil, custando R$ 2.399 a versão 3G e R$ 2.499 a versão 4G. Os preços ainda podem variar, dependendo da capacidade de armazenamento, já que o S4 apresenta versões em 16 GB, 32 GB e 64 GB.

Comparativo entre Galaxy S4 e iPhone 5

Comparativo entre Galaxy S4 e iPhone 5 (Foto: TechTudo)
Comparativo entre Galaxy S4 e iPhone 5 (Foto: TechTudo)
Créditos: Tudo Celular

Créditos: Techtudo

Sobre o nono dígito nos telefones celulares do Brasil

São Paulo – Rio de Janeiro e Espírito Santo

Nono digitoO aviso da Anatel, que foi publicado nesta quinta-feira (31/01) no Diário Oficial da União, comunica que o nono dígito nos telefones móveis das áreas de registro 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19 (Estado de São Paulo) será implementado a partir de 25 de agosto de 2013. O comunicado também agenda para o dia 27 de outubro a inclusão do nono dígito nos celulares das áreas 21, 22 e 24 (Estado do Rio de Janeiro) e 27 e 28 (Espírito Santo).

A medida, que já foi implementada no código 11, tem como objetivo ampliar os recursos de numeração para o Serviço Móvel Pessoal. Confira abaixo os principais questionamentos sobre a adição de mais um dígito nos telefones e o que muda com isso.

1. Por que os números de celulares terão o nono dígito?

Para dar continuidade ao processo de aumento da disponibilidade de números de telefones móveis (celulares) no Brasil, iniciado em 2012 com as cidades de Código Nacional 11 (cidade de São Paulo e região metropolitana), atendendo à crescente demanda de novos usuários no país, conforme Resolução nº 553/10 da Anatel.

2. O nono dígito será adicionado aos números de todo o Brasil?

Nesta nova fase, em 2013, será implementado no restante do Estado de São Paulo (DDDs 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19) e em todo o Estado do Rio de Janeiro (DDDs 21, 22 e 24) e Espírito Santo (DDDs 27 e 28). Já existe o nono dígito no DDD 11, incluído em julho de 2012 e será implementado em todo o País até o fim de 2016, conforme cronograma.

3. Quando os telefones móveis nos DDDs 12 a 19 e 21, 22, 24, 27 e 28 terão nove dígitos?

A partir de 25 de agosto de 2013 todos os usuários de telefones móveis do Estado de São Paulo (DDDs 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19) e a partir de 27 de outubro de 2013 todos os usuários de telefones móveis dos Estados do Rio de Janeiro (DDDs 21, 22 e 24) e Espírito Santo (DDDs 27 e 28) terão seus números alterados para nove dígitos. Estas datas são chamadas “Dias D”.

4. Qual número será adicionado à frente (à esquerda) dos números de telefones móveis?

O número 9 será acrescentado à frente dos números atuais. Exemplo: o número atual XXXX-XXXX passará a ter o formato 9XXXX-XXXX

5. Os números dos telefones fixos também irão mudar?

Não. Apenas os usuários da telefonia móvel, nos DDDs 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 21, 22, 24, 27 e 28 terão o “9” adicionado em seus números. Os telefones fixos continuarão com oito dígitos.

6. O usuário de telefone fixo também terá de discar o nono dígito para chamadas a telefones móveis que ganharem o nono dígito?

Sim. Quem ligar de qualquer telefone – fixo ou móvel – para um telefone móvel que tenha o nono dígito acrescentado terá de incluir o “9” antes do número antigo para que a ligação seja completada.

7. Como serão feitas as ligações de outros Estados para os telefones móveis das áreas que ganharam o nono dígito?

Da mesma forma como são feitas hoje, mas com a inclusão do nono dígito. Exemplo: 0 + Código da Operadora + Código de Área + 9XXXXXXXX

8. As ligações serão completadas caso não seja incluído o número 9?

Por um tempo determinado, voltado para a adaptação das redes e dos usuários, as ligações com oito dígitos ainda serão completadas. Gradualmente, serão feitas interceptações, e o usuário receberá mensagens de voz com orientações sobre a nova forma de discagem. Após esse período, as chamadas discadas com oito dígitos não serão mais completadas.

9. O que ocorrerá 40 dias após os Dias D (dia em que começará a mudança da numeração)?

As chamadas feitas com oito dígitos para números que tenham recebido o nono dígito serão interceptadas pela prestadora e o usuário será orientado a usar a nova numeração. Após os 40 dias, as mensagens SMS e MMS também não serão enviadas se forem usados apenas oito dígitos.

10. O que ocorrerá 100 dias após os Dias D?

As chamadas feitas com oito dígitos para celulares que tenham recebido o nono dígito não serão mais completadas. O usuário ouvirá a mensagem de número inexistente sem qualquer orientação sobre a nova forma de discagem.

11. O nono dígito será adotado em outras áreas de numeração? Quais e quando?

Sim. A Resolução n.º 553/2010 da Anatel determinou a implementação do nono dígito em todo o Brasil. O DDD 11 ganhou o nono dígito em 29/07/12. Em 2013 será a vez dos DDDs 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19 (Estado de São Paulo), 21, 22, 24 (Rio de Janeiro), 27 e 28 (Espírito Santo). O cronograma de implementação em todo o Brasil pode ser visto aqui.

12. Durante a mudança, o que acontecerá se o usuário tiver um pedido de portabilidade pendente?

O processo de portabilidade acontecerá normalmente.

13. O usuário pode optar por manter seu número atual com oito dígitos?

Não. A mudança é obrigatória e afetará todos os usuários da telefonia móvel nos DDDs 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 21, 22, 24, 27 e 28.

14. O que irá acontecer com os créditos do usuário quando o número do telefone for alterado?

Com relação aos assinantes de telefones pré-pagos, a mudança da numeração não afetará nem os créditos nem as suas respectivas validades.

15. A inclusão do nono dígito tem algum custo para o usuário?

Não, ela é gratuita e de responsabilidade das operadoras.

16. Quem irá providenciar a alteração da agenda do usuário?

Cabe ao próprio usuário atualizar os novos números em sua agenda de contatos.

17. O nono dígito será adicionado a todas as empresas de telefonia móvel?

Sim, exceto as empresas que prestam o Serviço Móvel Especializado, usadas para fazer chamadas do tipo despacho, conhecidas como rádio, e regidas pela Resolução n.º 404/05 da Anatel.

18. Os números de rádio irão mudar?

Não. Os números que são usados como terminais de rádio não irão mudar.

19. O que acontecerá se o usuário ligar para um número de rádio incluindo o dígito 9 na frente?

O usuário ouvirá, por um período determinado, uma mensagem informando que o número não mudou e que ele deve fazer a ligação novamente, com o número correto, com apenas oito dígitos.

Fonte: O dia IG