Arquivo da tag: big bang

LHC já pode ser visitado no Google Street View

Clique na imagem e comece um passeio em 360º com o Google Street View.

A equipe do Google fez imagens panorâmicas de seis lados a cada três metros nos experimentos Alice, Atlas, CMS e LHCb, e no famoso túnel do LHC. As fotos em 360º mostram os laboratórios, os centros de controle e os túneis subterrâneos.

Para capturar as imagens, a equipe do Google trabalhou em parceria com o Cern durante duas semanas de 2011. Em junho deste ano, o Google voltou ao local e fotografou as ruas do centro com um sistema de câmera acoplado em uma bicicleta, o “Street View Trike”.

LHC – O Grande Acelerador de Hádrons é uma máquina com 27 quilômetros de comprimento, um circuito enterrado sob a fronteira franco-suíça. A máquina é capaz de fazer colisões de partículas, como prótons, a fim de recriar o Big Bang (a grande explosão que originou o universo) e testar os limites do Modelo Padrão, teoria moderna que explica o funcionamento físico do cosmos. Mas por causa da radiação, visitar o túnel durante os experimentos é uma tarefa impossível.

Como navegar pelos experimentos?

Controles do Google Street ViewPara ver as partes importantes do complexo e seus experimentos, clique nos números ou letras que representam as áreas de navegação, no lado superior esquerdo, na área de visualização do Google Street View.

Fonte: Ciências Info

Veja como uma galáxia de 13,5 bilhões de anos é formada – HD

Esta simulação cosmológica mostra o desenvolvimento de uma galáxia de disco único em cerca de 13,5 bilhões de anos, um pouco depois do Big Bang até o presente momento. Cores indicam estrelas velhas (vermelho), estrelas jovens (branco e azul claro) e a distribuição de densidade do gás (azul claro), a visão é de 300.000 anos-luz de diâmetro. A simulação correu no supercomputador Pleiades no Ames Research Center da NASA, em Moffett Field, na Califórnia, e exigiu cerca de 1 milhão de horas de CPU. Ele assume um universo dominado pela energia escura e a matéria escura. Crédito: F. Governato e T. Quinn (Univ. de Washington), A. Brooks (Univ. of Wisconsin, Madison), e J. Wadsley (McMaster Univ.).

Fonte: Nasa

NASA divulga foto do ponto mais profundo do universo já registrado

A NASA (Agência espacial americada) divulga foto do ponto mais profundo do universo já registrado. A visão do homem em relação ao universo conseguiu ir um pouco mais longe. Isso graças a um trabalho de anos, que resultou na montagem da fotografia “mais distante” do espaço.

A foto na verdade é resultado da sobreposição de diversas imagens que o telescópio Hubble coletou ao longo da última década. Isso porque para capturar uma imagem tão distante, não basta apontar para determinado ponto. É necessário que a lente fique exposta por um longo tempo (no caso dez anos) para montar uma reprodução de determinada imagem do universo.

A imagem captou um espaço chamado “eXtreme Deep Field” (campo extremamente fundo, em tradução livre), que contempla cerca de 5.500 galáxias. No entanto, a maioria delas aparece de forma tão pequena na imagem que o olho humano não consegue detectar.

O mais curioso é que, nessa foto, a galáxia mais jovem de todas nasceu “apenas” 450 milhões de anos depois do Big Bang. Porém, na imagem também há galáxias com 13,2 bilhões de anos (cientistas estimam que o universo tem 13,7 bilhões de anos).

Fonte: Youtube – Wanverick