Arquivo da tag: memória ram

Samsung Galaxy S4 será fácil de consertar

Testes realizados com o Galaxy S4 – o novo topo de linha da Samsung – mostraram que ele também é melhor em outro quesito: praticidade e baixo custo de reparo. A equipe do site “Techno Buffalo” desmontou o smartphone Android e comprovou que o aparelho é bem simples e barato de consertar do que a geração anterior.

Uma “fonte confiável” do site conseguiu acesso a uma unidade do S4 antes de ele começar a ser comercializado, no próximo dia 26. A equipe, então, resolveu “desmontar” o aparelho para ver como ele é por dentro. O primeiro passo, claro, foi retirar a parte de trás da capa para acessar os slots de cartão microSD, chip de operadora, bateria de 2600mAH e também a câmera de 13 megapixels.

Samsung Galaxy S4. (Divulgação)

Samsung Galaxy S4. (Divulgação)

Depois, retirando nove parafusos, o frame foi removido, separando a parte traseira da frontal do aparelho. É preciso um pouco de força nesta parte, comprovando a resistência do S4. No vídeo gravado pelo “Techno Buffalo”, é possível ver o conector microUSB, a antena de conexão e os circuitos do aparelho, onde o módulo da câmera e algumas outras conexões ficam visíveis.

No último passo, é removida a última camada de proteção para revelar a memória RAM de 2 GB e o processador quad-core Qualcomm Snapdragon, que é o chipset da variação norte-americana do S4 – ao contrário do modelo internacional, que possui o Exynos 5 Octa. Todo o processo é feito de forma bem rápida.

No geral, a fonte do Techno Buffalo destacou que o S4 é incrivelmente fácil de consertar, mais do que o S3. Segundo a equipe, diversos componentes podem ser substituídos de maneira muito prática, como os slots de cartão de memória e chip, a porta microUSB, o módulo da câmera e muito mais. O único problema foi a tela, com Gorilla Glass, bem mais resistente e, por isso, mais caro do que a de seus “irmãos” S3 e Note II.

Créditos: Tecmundo

Créditos: Technobuffalo

Tecnologia de memória chamada HMC (Hibrid Memory Cube – Cubos híbridos de memória) é lançado

Os maiores fabricantes de memória da atualidade: Samsung, Hinix e Micron – anunciaram estar na fase final de testes com os revolucionários cubos de memória ram chamados: Cubos Híbridos de Memória (HMC – High Memory Cube).

Entenda a tecnologia das memórias utilizadas atualmente

Memória ROM

As memórias ROM (Read-Only Memory – Memória Somente de Leitura) recebem esse nome porque os dados são gravados nelas apenas uma vez. Depois disso, essas informações não podem ser apagadas ou alteradas, apenas lidas pelo computador, exceto por meio de procedimentos especiais. Outra característica das memórias ROM é que elas são do tipo não voláteis, isto é, os dados gravados não são perdidos na ausência de energia elétrica ao dispositivo.

Principais tipos de memória ROM

PROM (Programmable Read-Only Memory): esse é um dos primeiros tipos de memória ROM. A gravação de dados neste tipo é realizada por meio de aparelhos que trabalham através de uma reação física com elementos elétricos. Uma vez que isso ocorre, os dados gravados na memória PROM não podem ser apagados ou alterados;

EPROM (Erasable Programmable Read-Only Memory): as memórias EPROM têm como principal característica a capacidade de permitir que dados sejam regravados no dispositivo. Isso é feito com o auxílio de um componente que emite luz ultravioleta. Nesse processo, os dados gravados precisam ser apagados por completo. Somente depois disso é que uma nova gravação pode ser feita;

EEPROM (Electrically-Erasable Programmable Read-Only Memory): este tipo de memória ROM também permite a regravação de dados, no entanto, ao contrário do que acontece com as memórias EPROM, os processos para apagar e gravar dados são feitos eletricamente, fazendo com que não seja necessário mover o dispositivo de seu lugar para um aparelho especial para que a regravação ocorra;

EAROM (Electrically-Alterable Programmable Read-Only Memory): as memórias EAROM podem ser vistas como um tipo de EEPROM. Sua principal característica é o fato de que os dados gravados podem ser alterados aos poucos, razão pela qual esse tipo é geralmente utilizado em aplicações que exigem apenas reescrita parcial de informações;

Flash: as memórias Flash também podem ser vistas como um tipo de EEPROM, no entanto, o processo de gravação (e regravação) é muito mais rápido. Além disso, memórias Flash são mais duráveis e podem guardar um volume elevado de dados. É possível saber mais sobre esse tipo de memória no artigo Cartões de memória Flash, publicado aqui no InfoWester;

CD-ROM, DVD-ROM e afins: essa é uma categoria de discos ópticos onde os dados são gravados apenas uma vez, seja de fábrica, como os CDs de músicas, ou com dados próprios do usuário, quando o próprio efetua a gravação. Há também uma categoria que pode ser comparada ao tipo EEPROM, pois permite a regravação de dados: CD-RW e DVD-RW e afins.

Memória RAM

As memórias RAM (Random-Access Memory – Memória de Acesso Aleatório) constituem uma das partes mais importantes dos computadores, pois são nelas que o processador armazena os dados com os quais está lidando. Esse tipo de memória tem um processo de gravação de dados extremamente rápido, se comparado aos vários tipos de memória ROM. No entanto, as informações gravadas se perdem quando não há mais energia elétrica, isto é, quando o computador é desligado, sendo, portanto, um tipo de memória volátil.

Há dois tipos de tecnologia de memória RAM que são muitos utilizados: estático e dinâmico, isto é, SRAM e DRAM, respectivamente. Há também um tipo mais recente chamado de MRAM.

Principais tipos de memória RAM

SRAM (Static Random-Access Memory – RAM Estática): esse tipo é muito mais rápido que as memórias DRAM, porém armazena menos dados e possui preço elevado se considerarmos o custo por megabyte. Memórias SRAM costumam ser utilizadas como cache (saiba mais sobre cache neste artigo sobre processadores);

DRAM (Dynamic Random-Access Memory – RAM Dinâmica): memórias desse tipo possuem capacidade alta, isto é, podem comportar grandes quantidades de dados. No entanto, o acesso a essas informações costuma ser mais lento que o acesso às memórias estáticas. Esse tipo também costuma ter preço bem menor quando comparado ao tipo estático;
MRAM (Magnetoresistive Random-Access Memory – RAM Magneto-resistiva): a memória MRAM vem sendo estudada há tempos, mas somente nos últimos anos é que as primeiras unidades surgiram. Trata-se de um tipo de memória até certo ponto semelhante à DRAM, mas que utiliza células magnéticas. Graças a isso, essas memórias consomem menor quantidade de energia, são mais rápidas e armazenam dados por um longo tempo, mesmo na ausência de energia elétrica. O problema das memórias MRAM é que elas armazenam pouca quantidade de dados e são muito caras, portanto, pouco provavelmente serão adotadas em larga escala.

Inovação tecnológica na fabricação de chips de memória em formato cúbico matricial

Detalhes da HMC

Cubos híbridos de memória são uma inovação revolucionária na arquitetura de memória DRAM (Dynamic Random-Access Memory – RAM Dinâmica) que estabelece um novo padrão para o desempenho da memória, consumo de energia e custo.

As memórias com tecnologia HMC combinam alta velocidade no processo lógico por meio de uma pastilha formada por transistores de silício interconectados eletricamente em modo vertical da sigla VIA-TSV. O ganho de velocidade e baixo consumo elétrico é garantido em razão de haver um único controlador do agrupamento de memórias. Uma única pastilha de silício pode oferecer um desempenho 15x superior aos atuais módulos de memórias DDR3 e consumindo até 70% menos energia.

Cubos híbridos de memória podem ser uma virada no jogo para aplicações que vão desde a computação de alto desempenho e principalmente tecnologias de consumo, como os tablets e placas gráficas que valorizam uma combinação de potência, energia e largura de banda.

Conceito lógico HMCO aumento da densidade de memória cúbica por bit contribuirá para reduzir o custo total de propriedade, permitindo que mais memórias sejam instaladas em cada máquina utilizando quase 90% menos espaço do que as memórias em uso corrente.

Considerando as DDR4 como um padrão evolutivo normal, a HMC é uma tecnologia revolucionária, uma mudança completa de paradigma na arquitetura das memórias atuais.

Especificações técnicas completas da HMC

O Consórcio HMC disponibilizou informações completas sobre o padrão, clique na imagem abaixo para acessar as especificações!

Especificações H MC

Créditos: Infowester

Créditos: Gigaom

A Samsung apresentou o Galaxy S IV – O mais avançado smartphone do momento

Samsung Galaxy S IV é lançado.

Samsung Galaxy S IV é lançado.

Na noite de quinta-feira 14/03 a Samsung apresentou oficialmente o Smartphone Galaxy SIV, com avançados recursos de hardware, tais como: tela com 4.99 polegadas e resolução Full HD, acompanhada um processador de oito núcleos Exynos 5 Octa, 2 GB de memória RAM, 16/32/64 GB de armazenamento interno, que pode crescer com o uso de um cartão microSD. O gadget tem 7,9 milímetros de espessura e 130 gramas – é quase o mesmo peso do iPhone 5. O design lembra muito o Galaxy S III, mas com as bordas mais finas, o que evidencia que a tela aumentou, sem aumentar o tamanho físico do aparelho.

Nas conexões, o smartphone é capaz de conectar em redes 3G e 4G LTE de todo o planeta, ou seja, ele funcionará com o nosso 4G brasileiro.

A tela, recebeu um recurso chamado de Adapt Display. E muda o brilho, saturação e cor da tela, de acordo com o local onde você está e o conteúdo que está assistindo. Seja ele um vídeo, uma página da internet, ou um game.

A câmera tem 13 megapixels na parte traseira e 2 megapixels na frente. Uma das novidades é a possibilidade de gravar clipes de áudio de até 9 segundos nas fotos, Além disso, ela conta com o Story Album, que monta automaticamente alguns álbuns para suas fotos, baseando-se na localização delas e nas pessoas contidas. Tambem virá com um recurso chamado Drama Shot, que registra até 100 fotos em 4 segundos, permitindo que o usuário escolha a melhor de todas, além do Eraser, que pode apagar uma pessoa intrometida da foto.

A bateria cresceu, de 2.100mAh para 2.600mAh, com a empresa prometendo um dia inteiro de uso. Esse aumento é devido ao grande número de recursos que ficam ligados o tempo todo, sem diminuir o tempo de carga.

Há também outras novidades, como o S Health, que monitora seu condicionamento e monta algumas listas de atividades. O S Voice Drive, que permite o motorista comandar quase que todo o smartphone, apenas com a voz. Dual Video Call, que liga as duas câmeras para mostrar você e o que você quer mostrar durante uma chamada de vídeo.

Outro recurso importante é o S Translator, bastante semelhante ao Google Tradutor, só que com verbetes que podem ser utilizados mesmo quando o aparelho está sem conexão de dados. Ele ouve o que foi falado e responde em alto e bom som.

Resumo de recursos do aparelho

1. Tela de 5 polegadas full HD
2. Android 4.2.2 Jelly Bean
3. Smart Scroll e Smart Pause
4. Câmera principal de 13 megapixels, frontal de 2 megapixels
5. As duas câmeras podem ser usadas simultaneamente para filmar ou fazer videochamadas
6. Compartilhamento de música pelo recurso Group Play
7. Tradutor com suporte a português do Brasil
8. Além dos sensores habituais, tem barômetro, termômetro e higrômetro
9. Recurso de segurança Knox, para empresas.
10. 130 gramas, 7,9 milímetros de espessura.

Evolução dos modelos Galaxy

Evolução do Galaxy S ao Galaxy S IV (divulgação).

Evolução do Galaxy S ao Galaxy S IV (divulgação).

Preço que será praticado no Brasil

A data de chegada do Galaxy S4 no Brasil e seu preço foram divulgados por um executivo da Samsung ao TechTudo. O smartphone, apresentado na noite desta quinta-feira (14), chegará dia 26 de abril ao Brasil, custando R$ 2.399 a versão 3G e R$ 2.499 a versão 4G. Os preços ainda podem variar, dependendo da capacidade de armazenamento, já que o S4 apresenta versões em 16 GB, 32 GB e 64 GB.

Comparativo entre Galaxy S4 e iPhone 5

Comparativo entre Galaxy S4 e iPhone 5 (Foto: TechTudo)
Comparativo entre Galaxy S4 e iPhone 5 (Foto: TechTudo)
Créditos: Tudo Celular

Créditos: Techtudo

Conheça a Samsung Galaxy Câmera

A Samsung Galaxy Câmera já vem com o sistema operacional Android 4.1.

Durante a IFA, uma grande feira de eletrônicos que ocorreu no mês de setembro em Berlim, na Alemanha, a Samsung anunciou um produto bastante interessante à sua linha Galaxy — famosa pelos smartphones, em diversos modelos. A Samsung Galaxy Camera é uma câmera diferente das outras que a empresa já colocou à venda no mercado. Ao invés de um software próprio e conectividade simples (cabos ou WiFi, em alguns modelos mais caros), a aposta foi feita na combinação de duas categorias que a Samsung possui bastante conhecimento: Celulares e Câmeras.

O visual lembra bastante uma câmera convencional (Point and Shoot – aponte e fotografe), entretanto atrás existe apenas uma (grande) tela sensível ao toque. As especificações não deixam nada a desejar: sensor CMOS de 16 megapixels retroiluminado com uma lente super-angular de 23mm e zoom óptico de 21x — além de abertura com f/2.8.

Na parte Celular, temos uma configuração semelhante ao que encontramos em alguns aparelhos topo de linha — principalmente o Galaxy S III, da própria Samsung. O processador Exynos quad-core de 1.4GHz, 1GB de memória RAM e o sistema Android (4.1 Jelly Bean) permitirão que o usuário rode qualquer aplicativo ou jogo presente (ou não) na Google Play Store. A câmera-smartphone (não existe ainda um nome definido para esta categoria) tem 8GB de armazenamento interno (com espaço para cartões microSD de até 32GB), slot para cartão microSIM e suporte à redes WiFi, 3G e 4G. A tela situada na parte traseira do gadget tem densidade de 308 pixels por polegada, já que as 4.8 polegadas do display Super Clear exibem a resolução 720p — para a proteção, Gorilla Glass 2.

A câmera realmente “casa” as funcionalidades e possibilidades de um aparelho celular com o sensor de qualidade semelhante à DSLRs. A Samsung desenvolveu algumas melhorias aos modos de cenas que permitem capturar imagens e vídeo ao máximo que o conjunto suporta. Vídeos podem ser feitos em 1080p a 30 quadros por segundo, ou até 120fps (quando em 480p), possibilitando a filmagem de cenas em câmera lenta. Os modos de disparo são vários, cada um adaptado para certas situações cotidianas (e especiais). Existe um modo de captura chamado Light Trace, que basicamente é a tal fotografia de longa exposição. Creio que até profissionais do ramo fotográfico irão gostar do que a Samsung preparou.

O aparelho ainda não categorizado possui 305 gramas e mede 19.1mm de espessura. Ainda não temos informações de preço ou disponibildade.

Especificações técnicas completas

  • 16.3 MegaPixel Camera BSI/CMOS
  • 4.8″ HD Tela super HD, 308 ppi (pontos por polegada)
  • 3G, 4G e Wifi (conexões de rede)
  • 1.4 GHz Processador Quad-Core (quatro núcleos)
  • Android 4.1 Jelly Bean
  • 8GB Espanssíveis por meio de um Micro SD Card Slot
  • 1920×1080 @ 30fps Gravação de vídeo em alta definição
  • Slow Motion Movie Mode (câmera lenta) 720×480 @ 120 fps
  • Saída de vídeo HDMI 1.4
  • Serviços gratuitos do Google incluídos Ex: Play, Maps, G-Mail and Chrome
  • Wifi-Direct, GPS, Bluetooth 4.0
  • 1650 mAh (miliamperes hora) Li-on Bateria
  • 305g Peso

Fonte: www.conteudonerd.com

Samsung Galaxy Note 2 é lançado

Samsung Galaxy Note 2 com a canela S Pen (Divulgação).

Nesta quarta-feira (29) a Samsung maior fabricante de Celulares, apresentou o Galaxy Note 2 – em um evento paralelo ao IFA (maior feira européia de tecnologia) em Berlim -, um híbrido de smartphone e tablet. O aparelho tem uma tela de 5,5 polegadas no formato 16:9, processador quad-core (quatro núcleos) de 1,6 GHz, 2 GB de memória RAM e já vem de fábrica com o sistema operacional Android Jelly Bean do Google.

Com dimensões de 0,93 cm de espessura, caneta S Pen, pesando 180 gramas, diversas cores, câmera de 8 mega pixels e bateria de 3100 mAh + 3G e Wireless N; promete ser um aparelho bem avançado e pronto para conquistar o disputado mercado de aparelhos inteligentes. Estará à venda no Brasil em outubro nas principais lojas e distribuidores de tecnologia.

Fonte: Samsung