CONHEÇA ‘NEO’, O ESQUELETO MAIS COMPLETO DO Homo Naledi JÁ ENCONTRADO. (Comentado)

O mais novo achado – recuperado de uma câmara em Rising Star agora chamada Câmara Lesedi. O Homo Naledi é uma nova espécie de hominídeo, anunciada em 2015, que tem características do pré-humano Australopithecus e poderia ser a espécie mais antiga do gênero Homo. Está nos dando uma melhor noção do alcance e importância das descobertas. Temos agora a confirmação oficial de que os restos adicionais de H. Naledi pertencem a pelo menos três indivíduos e, de fato, muitos dos ossos e dentes pertencem a um esqueleto único, notavelmente completo, chamado de Neo. “É um dos maiores achados fósseis do século 21 por direito próprio”, diz Berger…

É o que caverna continua a nos dar. Quase quatro anos atrás, os pesquisadores recuperaram 1.500 ossos e dentes humanos antigos em uma câmara rochosa no sistema de cavernas da Rising Star da África do Sul.

Conheça Neo – Uma estrela em ascensão Universidade de Wits / John Hawks

A equipe já recuperou 130 ossos e dentes adicionais de hominíneos de uma segunda câmara em Rising Star. Eles dizem que as descobertas – e a primeira confirmação oficial da idade dos espécimes – têm o potencial de transformar nossa compreensão de como e onde os primeiros humanos evoluíram.

Pesquisadores que investigam as profundas raízes evolutivas da humanidade raramente encontram fragmentos de ossos de hominíneos, muito menos esqueletos relativamente completos. Muitos devem ter visto com olhos ciumentos em 2013 o pesquisador Lee Berger na Universidade do Witwatersrand em Joanesburgo, África do Sul, e seus colegas tiraram centenas de ossos da câmara Dinaledi em Rising…

Ver o post original 2.856 mais palavras

Como nos tornamos humanos? – Documentário (Nova) – legendado em português

De onde viemos? O que verdadeiramente nos torna humanos? Uma sequência de descobertas antropológicas recentes ilumina essas questões de forma inédita. A lista de reprodução (playlist) contém 3 partes sequenciais.

Episódio 1 – Primeiros Passos

São investigadas situações que nos separaram do tronco dos grandes macacos, a partir de descobertas como “Selam”, o fóssil quase completo de um Australopithecus afarensis.

Veja como o paleoantropólogo etíope Zeray Alemseged, que descobriu o esqueleto da jovem “Selam“, um hominídeo de 3,3 milhões de anos, passou cinco anos escavando no deserto antes de fazer seu famoso achado. Acompanhe as imagens gravadas dessa busca determinada por um fóssil que ampliou poderosamente a compreensão da história humana. Pela primeira vez é possível acompanhar as mudanças de um crânio hominídeo e os estágios que ele passou até chegar às formas atuais. Por que existem saltos na evolução humana? A série explora uma intrigante teoria segundo a qual mudanças climáticas críticas foram essenciais no processo de evolução humana.

Episódio 2 – O Nascimento da Humanidade

Temos contato com o primeiro esqueleto que realmente se parece com o de um homem moderno – “O Menino de Turkana” –, um exemplar do Homo Ergaster perfeitamente conservado.

Episódio 3 – O Último Remanescente

Por que os Neandertais desapareceram à medida que o homem moderno dominou o mundo? Quem foram os misteriosos “Hobbits”, hominídeos com 90 centímetros de altura naturais da ilha de Flores.

Fonte: Blue Dot
Créditos: Nova/PBS

Metropolitan Museum of Art de Nova York – quase todo o acervo está disponível online

Banner - The Met PublicationsO Metropolitan Museum of Art de Nova York está disponibilizando de forma livre e gratuita uma compilação dos últimos 50 anos de todo seu acervo, são obras compostas por: desenhos, esculturas, filmes e principalmente livros. Acesse ou faça downloads sem restrições.

Há também os Apps para Apple IOS e Android em The Met App

Abaixo pode ser visto a localização do Museu em Nova York

Fonte: The Met

A NOVA CONDIÇÃO HUMANA: O ADVENTO DO ANTROPOCENO [MICHEL SERRES, JARED DIAMOND, HANNAH ARENDT]

“O próximo degrau evolutivo foi dado, hoje a nossa realidade é integralmente tecnológica, queiramos ou não, e jamais poderemos retroceder”…

A CASA DE VIDRO.COM

A NOVA ERA: O ADVENTO DO ANTROPOCENO, SEGUNDO MICHEL SERRES

“Fluindo na direção da morte, a vida do homem arrastaria consigo, inevitavelmente, todas as coisas humanas para a ruína e a destruição, se não fosse a faculdade humana de interrompê-las e iniciar algo novo, faculdade inerente à ação como perene advertência de que os homens, embora devam morrer, não nascem para morrer, mas para começar.” HANNAH ARENDT em “A Condição Humana”

Pode-se chamar a Humanidade de tudo, menos de estática: ela é sempre móvel e mutante. Metamorfose ambulante, tamanho “família”. A teia da vida, lembrava a sabedoria do xamã Seattle, é algo que nós integramos, mas que o “Ocidente” hegemônico enxerga como algo a controlar, explorar, consumir. Tudo o que fizermos à teia, faremos a nós mesmos – a isso, no entanto, muitos são cegos. Hoje a intervenção humana sobre a evolução da vida atingiu proporções tão gigantescas que estudiosos falam que chegamos a uma nova era, o Antropoceno. O…

Ver o post original 1.310 mais palavras

Darwin e Wallace online – Obras Originais Completas

Darwin Online
Clique na foto para acessar a página. (Divulgação).

O site Darwin e Wallace Online, nos traz as obras completas dos dois cientistas naturalistas do século XIX, inclusive os relatos de bordo da viagem do Beagle em português.

O Dr. John van Wyhe é um historiador da ciência, professor nos Departamentos de Ciências Biológicas e História e um colaborador da Tembusu College, Universidade Nacional de Cingapura. Ele é o fundador e diretor de Darwin e Wallace on-line. Faz palestras e transmissões em todo o mundo.

Sua pesquisa tem resolvido alguns dos mistérios mais difíceis e desmascarou alguns dos mitos mais duradouros no campo, como o atraso de Darwin na publicação de sua teoria da evolução das espécies, quando Darwin recebeu o ensaio sobre a evolução – de Wallace -, se Darwin foi o único naturalista ou companhia a bordo do Beagle, onde a lenda de tentilhões de Darwin vem e se Darwin perdeu a fé quando sua filha Annie morreu.

Seu livro Dissipando as Trevas inverte completamente a história tradicional de Darwin, Wallace e como a evolução por seleção natural foi concebida e levada ao conhecimento do mundo com base no programa de pesquisa mais profundo já realizado sobre a viagem de Wallace incluindo a edição Wallace on-line, a viagem de Wallace, cartas e cadernos nos padrões acadêmicos modernos. Como Janet Browne escreveu “A história de Wallace nunca mais será a mesma”.

Contato: Dr. John Van Wyhe Telefone: +65 660 11163

Departamento de Ciências Biológicas

Universidade Nacional de Cingapura

14 Science Drive 4

Cingapura 117543

Créditos: Darwin Online

Créditos: Wallace Online

A árvore do conhecimento – Maturana e Varella

A árvore do conhecimento
Clique na capa do livro para ler diretamente em PDF (Divulgação).

O ponto de partida de A Árvore do Conhecimento é surpreendentemente simples: a vida é um processo de conhecimento; assim, se o objetivo é compreendê-la, é necessário entender como os seres vivos conhecem o mundo. Eis o que Humberto Maturana e Francisco Varela chamam de biologia da cognição. Esta é a sua tese central: vivemos no mundo e por isso fazemos parte dele; vivemos com os outros seres vivos, e portanto compartilhamos com eles o processo vital. Construímos o mundo em que vivemos ao longo de nossas vidas. Por sua vez, ele também nos constrói no decorrer dessa viagem comum. Assim, se vivemos e nos comportamos de um modo que torna insatisfatória a nossa qualidade de vida, a responsabilidade cabe a nós.

As idéias de Maturana e Varela contêm nuanças que lhes proporcionam uma leveza e uma perspicácia que constituem a essência de sua originalidade. Para eles, o mundo não é anterior à nossa experiência. Nossa trajetória de vida nos faz construir nosso conhecimento do mundo – mas este também constrói seu próprio conhecimento a nosso respeito. Mesmo que de imediato não o percebamos, somos sempre influenciados e modificados pelo que experienciamos. Para mentes condicionadas como as nossas não é nada fácil aceitar esse ponto de vista, porque ele nos obriga a sair do conforto e da passividade de receber informações vindas de um mundo já pronto e acabado – tal como um produto recém-saído de uma linha de montagem industrial e oferecido ao consumo. Pelo contrário, a idéia de que o mundo é construído por nós, num processo incessante e interativo, é um convite à participação ativa nessa construção. Mais ainda, é um convite à assunção das responsabilidades que ela implica.

Maturana e Varela mostram que a idéia de que o mundo não é pré-dado, e que o construímos ao longo de nossa interação com ele, não é apenas teórica: apóia-se em evidências concretas. Várias delas estão expostas – com a freqüente utilização de exemplos e relatos de experimentos – nas páginas deste livro. As teorias dos dois autores constituem uma concepção original e desafiadora, cujas conseqüências éticas agora começam a ser percebidas com crescente nitidez. A Árvore do Conhecimento tornou-se um clássico, ou melhor, recebeu o justo reconhecimento de seu classicismo inato. Tudo isso compõe hoje uma ampla bibliografia, espalhada por áreas tão diversas como a biologia, a administração de empresas, a filosofia, as ciências sociais, a educação, as neurociências e a imunologia.

Humberto R. Maturana

Ph.D. em Biologia (Harvard, 1958). Nasceu no Chile. Estudou Medicina (Universidade do Chile) e depois Biologia na Inglaterra e EUA. Como biólogo, seu interesse se orienta para a compreensão do ser vivo e do funcionamento do sistema nervoso, e também para a extensão dessa compreensão ao âmbito social humano. É professor da Universidade do Chile.

Francisco J. Varela

Ph.D. em Biologia (Harvard, 1970). Nasceu no Chile. Depois de ter trabalhado nos EUA, mudou-se para a França, onde passou a ser diretor de pesquisas do CNRS (Centro Nacional de Pesquisas Científicas) no Laboratório de Neurociências Cognitivas do Hospital Universitário da Salpêtrière, em Paris, além de professor da Escola Politécnica, também em Paris.

Fonte: Golfinho

Créditos: Escola de redes

Biblioteca Humberto Maturana: Livros para download

A história do mundo em duas horas – completo em HD

Este especial do Canal History mostra em duas horas, os fatos mais importantes desde o nascimento de nosso universo até aos dias atuais.

O Big Bang aconteceu há 13,7 bilhões de anos e essa grande explosão (nascimento da energia, espaço e tempo) deu origem ao Universo. Estima-se que a Terra tenha surgido há cerca de 4,6 bilhões de anos e era um ambiente inóspito, mas os primeiros rastros da existência humana datam de 7 milhões de anos. É uma história bem longa, contada de forma dinâmica, em 120 minutos, no especial “A História do Mundo em Duas Horas”.

O objetivo é demonstrar de forma dinâmica como há correlação entre todos os grandes acontecimentos históricos. Não haveria raça humana se não fossem os hominídeos, que por sua vez não teriam existido sem as bactérias, uma das primeiras formas de vida de que se tem notícia no planeta. Não poderia haver globalização se não fossem as viagens marítimas. E não conheceríamos o computador sem a descoberta da eletricidade por Benjamin Franklin em 1752.

Créditos: Theo Gama