Arquivo da categoria: Psicologia

Niilismo otimista – Troque valores duvidosos por reais e viva melhor – Ótimo 2018!

Se você tem dúvidas sobre as questões: o que é vida, qual a origem dos cosmos, existe vida após a morte, o que é consciência, algum dia teremos políticos honestos (rsrsrs), etc. Não se preocupe, procure a resposta na ciência, vá a fundo em temas complexos e poderá fazer um comparativo do ensinamento recebido no decorrer da vida e notará falhas interpretativas, causadas principalmente pela educação insuficiente – ou falta dela – de nossos pais, avós, professores, educadores, cultura, faculdades, universidades, grupos de estudo, seitas, religiões,  etc. Cada um afirmou e passou um pedacinho de suas crenças, valores e noções a respeito do mundo ao nosso redor e das coisas que estão fora da nossa compreensão.

A interpretação errônea sobre a realidade (vieses) causou desajustes na humanidade e demorará décadas ou séculos para que seja corrigida e dissipada. O Brasil é um caso típico, cuja população em sua maioria ainda acredita em coisas que não existem – uma constante no imaginário coletivo e cultural -, contrárias às descobertas científicas (claras e objetivas), que circulam na internet e vimos estampados a todo momento nos meios de comunicação em massa (rádio, tv, shows, etc).

Não importa no que você acredite hoje, coloque à prova o que aprendeu, nunca parece de estudar, procure compreender os avanços recentes em Inteligência Artificial, robótica, tecnologias, criptomoedas; sua mente ganhará mais afinidade com assuntos, até então, difíceis de imaginar ou conceber. Ex: tente calcular quantos átomos há em um grão de areia?

Ótimo 2018! Novas perspectivas e muita vontade de aprender.

Crédito vídeo: Kurzgesagt – In a Nutshell

Pense com clareza – Lógica e simbologia matemática – Ebooks inclusos

Pensar com clareza não é fácil, a dificuldade principal reside em nossos vieses cognitivos pré-carregados com informações inválidas ou pouco compreendidas a respeito de qualquer assunto. Ex: Deus existe? A resposta não pode vir das religiões e muito menos de seus representantes (há pouca clareza em suas afirmações) então recorremos à cosmologia, física e ciências para darmo-nos a resposta correta: é uma indeterminação que em última análise pode ser resolvida com a anulação lógica da questão via aplicação da fórmula que desenvolvi para limpar nossas redes neurais: {Deus=Null}.

Quando tomamos contato com algum assunto a primeira impressão consiste na utilização do viés cognitivo, uma interpretação que podemos chamar hermenêutica ou senso comum, ao aprimorarmos o foco e conhecimento sobre determinado tema com a utilização de técnicas precisas e melhor elaboradas via aplicação de métodos analíticos: classificação, qualificação e disposição de dados; podemos chamar episteme.
Fiz uma compilação de dados que considero pertinentes aos temas postados e analisados neste blog, o primeiro passo é aprender a reconhecer e posteriormente usar a simbologia lógica e matemática ampla e complexa; segue a lista dos principais símbolos matemáticos e lógicos comumente usados nos assuntos epistemológicos.
Símbolos matemáticos
Símbolo Significado Símbolo Significado
Conjunto de números Naturais 𝛼− Α Alfa
Conjunto de números Inteiros 𝛽− Β Beta
Conjunto de números Racionais 𝛾− Γ Gama
Conjunto de números Reais 𝛿− Δ Delta
Conjunto de números Complexos 𝜀−Ε Épsilon
União de Conjuntos 𝜁− Ζ Zeta
Intersecção de Conjuntos 𝜂− Η Eta
Está contido 𝜃− Θ Teta
Está contido ou É igual a 𝜄− Ι Iota
Não está contido 𝜅− Κ Capa
Contém 𝜆− Λ Lambda
Contém ou É igual a 𝜇− Μ Mu
Não contém 𝜈− Ν Ni
Diferença de Conjuntos 𝜉− Ξ Csi
Pertence 𝜊− Ο Ómicron
Não Pertence 𝜋− Π Pi
[𝑎,𝑏] Intervalo Fechado 𝜌− Ρ
]𝑎,𝑏[ Intervalo Aberto 𝜎− Σ Sigma
{𝑎,𝑏,𝑐} Conjunto de Elementos 𝜏− Τ Tau
∅ ou { } Conjunto Vazio 𝜐− Υ Ípsilon
+ Adição 𝜑− Φ Fi
Subtração 𝜒− Χ Qui
÷ Divisão 𝜓− Ψ Psi
× Multiplicação 𝜔− Ω Ómega
± Mais ou Menos
< Menor que Ângulo
Menor ou igual que Amplitude
> Maior que ° Grau
Maior ou igual que Minuto
Equivalente ’’ Segundo
Implica que Perpendicular a
= Igual a Paralelo a
Diferente de m.d.c. Máximo Divisor Comum
Aproximadamente Igual m.m.c. Mínimo Múltiplo Comum
Idêntico a sin() Seno
Σ Somatório cos() Cosseno
Π Produto tan() Tangente
Integral cot() Cotangente
Gradiente 𝑣⃗ Vetor
E (operador lógico) ‖𝑣⃗‖ Norma
Ou (operador lógico) |𝑥| Valor Absoluto (módulo)
Existe log𝑎() Logaritmo de base a
Não Existe ln() Logaritmo Natural (de base e)
Para Todo log() Logaritmo Decimal (de base 10)
~ Negação 𝑓(𝑥) Função
¬ Negação 𝑓′(𝑥) Função Derivada (primeira derivada)
: Tal Que 𝐷𝑓 Domínio
Então 𝐷′𝑓 Contradomínio
Porque 𝑓−1 Função Inversa
c.q.d. Como Queríamos Demonstrar 𝑓∘𝑔 Função Composta (f após g)
Infinito lim () Limite
Raiz Quadrada 𝑥→𝑎 x Tende para a
Raiz Cúbica 𝜋 Pi, 𝜋=3,14159265359…
! Fatorial 𝑒 Constante de Euler, 𝑒=2,7182…
% Percentagem Φ Número de Ouro, Φ=1,6180…
Permilagem  (x 1000) 𝑖 Unidade Imaginária, 𝑖2=−1
Grau Fahrenheit 𝑅𝑒(z) Parte Real de um Complexo
Grau Celcius 𝐼𝑚(z) Parte Imaginária de um complexo
Null Nulo Baixe este gabarito em => PDF

Como adquirimos conhecimento?

Por intermédio de duas situações

A priori: o conhecimento que não depende da experiência – em tese! Ex: 5 + 5 = 10, uma ideia, espaço e tempo, etc.

A posteriori: o conhecimento que depende da experiência – empírico! Ex: ao perguntar para alguém o que há dentro da caixa sobre a mesa, há duas respostas que dependem da experiência para que seja possível chegar a esse conhecimento: se a caixa for transparente, o sentido da visão será suficiente para essa conclusão, se a caixa não for transparente, é necessário abri-la para saber o que há dentro.
No entendimento de Kant: “no tempo, pois, nenhum conhecimento precede a experiência, todos começam por ela.” demonstrando que todo conhecimento inicia com a experiência, porém não é porque iniciou com a experiência que dela deva depender; “consideraremos, portanto, conhecimento “a priori”, todo aquele que seja adquirido independentemente de qualquer experiência. A ele se opõem os opostos aos empíricos, isto é, àqueles que só o são “a posteriori” – quer dizer – por meio da experiência.”
Desta forma o conhecimento “a priori” faz parte da razão pura, é universal e necessário, por exemplo: o triângulo possui três lados.” Esta frase nos faz entender que em qualquer lugar do universo e sob quaisquer circunstâncias o triângulo possui três lados, assim como: todo corpo possui massa; ou seja, são casos universais e necessários, sendo o que são em qualquer lugar.
Já o conhecimento “a posteriori” é contingente (pode ou não pode ser), pois depende do fenômeno empírico para ser o que é, dependente da experiência e dela é originado, enquanto o conhecimento “a priori” é originado na experiência, mas não dependente dela.
Lembrando que os conhecimentos: “a priori” e “a posteriori” servem apenas para conhecimento das coisas que estão no âmbito da física e não metafísica, e ainda que não possamos conhecer as coisas como são em si, mas apenas como aparecem a nós.
Conclusão: jamais conheceremos o cosmos diretamente como realmente é, obteremos apenas versões aproximadas da realidade física.
Ebooks necessários para o aprimoramento do estudo da matemática básica e lógica
Universidade de Latvia

Introduction to Mathematical Logic
Hyper-textbook for students
by Vilnis Detlovs, Dr. math.,
and Karlis Podnieks, Dr. math.
Institution: University of Latvia
Department: Faculty of Computing, Institute of Mathematics and Computer Science. Obs: clique na imagem para acesso direto ao Ebook em Pdf.

Assuntos importantes que são tratados neste Ebook

WARNING! ATENÇÃO!
In this book, predicate language is used as a synonym of first order language formal theory. Neste livro, linguagem predicada é usada como sinônimo de linguagem de primeira ordem.
Formal theory Teoria formal
As a synonym of formal system, deductive system. Como sinônimo de sistema formal, sistema dedutivo.
Constructive logic Lógica Construtiva
As a synonym of intuitionistic logic. Como sinônimo de lógica intuicionista.
Algorithmically solvable Solvável por meio de algoritmos
As a synonym of recursively solvable. Como sinônimo de recursivamente solvável.
Algorithmically enumerable Enumerável por meio de algoritmos
As a synonym of recursively enumerable. Como sinônimo de numerável recursivamente.
Universidade de Latvia

What is Mathematics Gödel’s Theorem and Around
Hyper-textbook for students
by Karlis Podnieks, Professor
Obs: clique na imagem para acesso direto ao Ebook em Pdf.

Fonte Ebooks: Universidade Latvia
Créditos: Karlis Podnieks Oficina Kantiana

Como nos tornamos humanos? – Documentário (Nova) – legendado em português

De onde viemos? O que verdadeiramente nos torna humanos? Uma sequência de descobertas antropológicas recentes ilumina essas questões de forma inédita. A lista de reprodução (playlist) contém 3 partes sequenciais.

Episódio 1 – Primeiros Passos

São investigadas situações que nos separaram do tronco dos grandes macacos, a partir de descobertas como “Selam”, o fóssil quase completo de um Australopithecus afarensis.

Veja como o paleoantropólogo etíope Zeray Alemseged, que descobriu o esqueleto da jovem “Selam“, um hominídeo de 3,3 milhões de anos, passou cinco anos escavando no deserto antes de fazer seu famoso achado. Acompanhe as imagens gravadas dessa busca determinada por um fóssil que ampliou poderosamente a compreensão da história humana. Pela primeira vez é possível acompanhar as mudanças de um crânio hominídeo e os estágios que ele passou até chegar às formas atuais. Por que existem saltos na evolução humana? A série explora uma intrigante teoria segundo a qual mudanças climáticas críticas foram essenciais no processo de evolução humana.

Episódio 2 – O Nascimento da Humanidade

Temos contato com o primeiro esqueleto que realmente se parece com o de um homem moderno – “O Menino de Turkana” –, um exemplar do Homo Ergaster perfeitamente conservado.

Episódio 3 – O Último Remanescente

Por que os Neandertais desapareceram à medida que o homem moderno dominou o mundo? Quem foram os misteriosos “Hobbits”, hominídeos com 90 centímetros de altura naturais da ilha de Flores.

Fonte: Blue Dot
Créditos: Nova/PBS

UM BUG NO SOFTWARE DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA PODERIA INVALIDAR 15 ANOS DE PESQUISA SOBRE O CÉREBRO.

Um erro de programação nos softwares que controlam as máquinas de ressonância magnética funcional (fMRI), pode ter causado a perda de 15 anos de pesquisa. O custo para fazer uma pesquisa com essas máquinas oscila em torno de U$ 600,00 a hora, isso torna o tempo de máquina caro demais para pesquisas prolongadas.
O erro foi corrigido em Maio de 2015, no momento em que os pesquisadores começaram a escrever o seu paper (ensaio, artigo ou dissertação sobre um assunto específico…), mas o fato de permanecer despercebido por mais de uma década mostra o quão fácil era algo como isso acontecer, porque os pesquisadores não tiveram métodos confiáveis para validar os resultados do fMRI.

LINGUAGEM CONSEGUE DIAGNOSTICAR PARKINSON, ELA E ESQUIZOFRENIA ANTES DE TESTES LABORATORIAIS.

O uso da IA (inteligência artificial), com avançados métodos de diagnóstico médico identificará problemas de saúde via comunicação falada. Ao falarmos com esses dispositivos um pré-diagnóstico de doenças relacionadas estará disponível em breve…

O Cérebro Inconsciente (Odisseia 2010)

Mais de 90% das nossas ações diárias, tais como tomar um copo de café, mudar de canal ou abrir uma porta, fazem-se inconscientemente através de uma espécie de piloto automático que temos no cérebro. Com a ajuda de alguns dos neurocientistas mais prestigiados como os professores Allan Snyder e John Bargh, veremos os mecanismos que regem estes processos e, em que medida, o cérebro inconsciente é capaz de moldar a nossa atenção, percepção e memória. Na verdade, investigações recentes já revelaram que o inconsciente determina também decisões mais importantes, como por exemplo, escolher o nosso companheiro afetivo ou pilotar um caça de combate. O Odisseia tem o prazer de apresentar este apaixonante documentário sobre o cérebro inconsciente, em que desafiaremos os espectadores através de divertidos e interessantes desafios mentais.

Descobriremos que enganar nosso cérebro é muito mais fácil do que podemos imaginar.

Um exemplo simples de como somos enganados em pegadinhas é quando nas redes sociais somos indagados para encontrar o gato no meio do entulho, achar um número perdido misturado com outros e tentar encontrar uma solução para um problema focado na interpretação visual.

Fonte: Revolução Científica

O Sentido da Vida por Stephen Hawking

Neste documentário Stephen Hawking explica se realmente a vida tem um sentido e o que seria essa representação diante da complexidade do universo.

Fonte: Documentários ciência